quinta-feira, 13 de junho de 2013

A Bola é Quadrada no País do Futebol


Maíra Guimarães, Fanato Esporte e Turismo

Respeitável público, sábado é dada a largada ao torneio Copa das Confederações, aqui mesmo no país tropical. Como já foi visto durante toda a prévia muito já foi discutido; estádios foram terminados as pressas, os aeroportos continuam na mesma (porém com dose extra de maquiagem), o Taiti se classificou e a Nigéria entrou em greve, São Paulo a maior cidade do país ficou de fora, a caxirola foi aprovada e depois proibida. Preparem-se, pois o circo campeonato futebolístico vai começar, mas vamos por partes.
Muita diversão, água de coco e episódios surpreendentes estão para acontecer nessa irrealidade que é o cotidiano. Vejam vocês que dias antes do torneio a seleção da Nigéria entrou em greve e perdeu o voo para o Brasil! Os atletas estão reivindicando um bônus que foi prometido e não foi pago, apesar dos contratempos a FIFA garantiu que até sábado os jogadores desembarcam por aqui para participar da competição.
Outro assunto surreal foi a proibição do nosso “instrumento musical” oficial, a caxirola. Iria ser dramático se não fosse cômico. O tal instrumento foi criado e desenvolvido, pelo renomado artista Carlinhos Brown, especialmente para Copa, surpreendentemente agradou e foi aprovado pelo Ministério dos Esportes e depois licenciado pela FIFA como produto oficial. Mas para a nossa surpresa o gerente de segurança do COL Hilário Medeiros (nome real, qualquer semelhança com a situação apresentada é mera coincidência) afirmou que o chocalho estava vetado desde o amistoso contra a Inglaterra e durante toda a Copa das Confederações, o motivo: não foi considerado seguro para entrada nos estádios. Concordo que a segurança auditiva da população é importante, mas aprovar para depois proibir mostra a total falta de direção desses nossos organizadores no picadeiro.
Momento denúncia, vamos falar de coisa séria, a retirada dos ingressos. A atmosfera de caos e insegurança já tomou conta dos nossos torcedores que estão cortando um dobrado para garantir sua entrada no circo. Só por que Raul já cantava “Tente Outra Vez”, ou ditados como “sou brasileiro e não desisto nunca” ressaltam nosso espírito guerreiro não era preciso dificultar tanto. As filas são imensas, os pontos de distribuição escassos, e o horário de funcionamento reduzido, que alquimia boa para desencontros. A FIFA tem até mandando mensagens de paz pedindo para as pessoas retirarem os tais ingressos com antecedência, seria válido se o torneio não começasse daqui a dois dias.
Diante de tantos acontecimentos sui generis, uns já esperados, outros nem tanto, fico aguardando a aprovação da bola quadrada. Diversão, pipoca e palhaçada não vão faltar nessa nova temporada do circo da vida real.


As opiniões expressas neste blog são de responsabilidade do autor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário